Cultura: as fases do Namoro no Brasil

Olá, pessoal! Aqui é Eliani de Moraes, professora de Português para estrangeiros e estou aqui mais uma vez com vocês para falar de um assunto cultural bem interessante no Brasil, porque nós, brasileiros, temos um  comportamento para o namoro diferente de vários outros países e culturas. Temos fases para chegar ao namoro de fato. Como é isso, Eliani? Vamos lá?

Pegar

Cultura brasileira: namoro
Fonte da imagem

“E ai, pegou quem?” ou “ Fulana pegou o maior gato na festa ontem”. Esse é o tipo de relacionamento mais frágil que existe. Não sei se podemos dizer que seja um relacionamento propriamente. Pegar significa que a pessoa beijou alguém hoje e talvez não o/a veja nunca mais (pode ser só beijo, mas também pode estar relacionado com um sexo casual).

O/a peguete

O ter um/a peguete é o upgrade do nível anterior. O casal se encontra com mais frequência e o beijo acontece mais facilmente, não precisando mais de tanta conversa. E ter um peguete não significa exclusividade, ou seja, cada uma das partes pode ter um ou mais peguetes ao mesmo tempo. É uma relação sem compromisso.

O/A ficante

O/a ficante é exatamente igual ao/à peguete, porém vemos uma diferença pequena, porque os encontros aqui são programados (ao contrário do/a peguete que o encontro é mais casual) e o relacionamento pode prosseguir, pois já há um certo grau de intimidade entre os dois. Entretanto, ainda não há um compromisso sério. Um ponto importante: nesse nível não há postagem do casal junto nas redes sociais.

O/a ficante sério

Esse é o primeiro estágio em que as pessoas admitem que têm um relacionamento com alguém. Apesar de ainda não ser um namoro. Nesse estágio, não se pode desaparecer do Whatsapp e, normalmente (não é uma regra), as pessoas desligam-se dos aplicativos de relacionamento, como o Tinder.  A  diferença dessa situação para um namoro real é que não existe envolvimento familiar. E quase sempre, nem envolvimento de amigos. O casal gosta um do outro, tem muita atração, mas ainda tem algumas dúvidas e quer manter a segurança de poder terminar o relacionamento sem precisar explicar a ninguém.

O Namoro

Cultura brasileira: namoro
Fonte da imagem

O namoro no Brasil começa quando todas as etapas anteriores foram superadas e o casal está feliz um com o outro. Nesse momento, a liberdade de se relacionar com outras pessoas não é possível (quando estamos falando de um relacionamento monogâmico, claro), o compromisso de um com o outro é forte e os relacionamentos sociais do casal atingem família e amigos. E já tem exposição do casal nas redes sociais.

Se der certo, essa fase continua para o noivado que é consumado, tradicionalmente, com uma aliança no dedo anelar direito. Ao contrário de muitas outras culturas, o anel de noivado não é uma regra, já aliança de casamento é mais comum, mas também não é uma regra.

Esse assunto é muito perguntado a mim durante as aulas e acredito que seja uma curiosidade interessante e divertida de se conhecer e vivenciar. Espero que tenham gostado!

Um abraço enorme para você e nos vemos na próxima!

Professora Eliani de Moraes

Deixe seu comentário

WhatsApp chat