Maternidade no Brasil

Maternidade no Brasil: curiosidades e peculiaridades

on 06/08/2018

Maternidade no Brasil

Olá a todos que me leem! Meu nome é Aline Simo e sou professora de Português para Estrangeiros do Vila Brasil e hoje vamos falar sobre um assunto que faz parte de minha vida há alguns meses: maternidade no Brasil!

Ganhei meu bebê (usamos o verbo ganhar ou dar à luz para nos referirmos ao nascimento de uma criança) no final de novembro de 2017 e desde então tenho vivenciado novas experiências em minha vida.

 

Quando descobri que estava grávida e a barriga começou a crescer todos pediam para tocar nela – é muito comum no Brasil as pessoas se aproximarem da grávida e pedirem para passar a mão na barriga e sentir o bebê, até mesmo pessoas com as quais não temos muita intimidade… (Como é em seu país?).

Conforme as semanas iam passando, a curiosidade de descobrir o sexo do bebê aumentava…

No Brasil é muito popular fazer “chás” para quase tudo: chá de cozinha; chá de casa nova; chá de panelas; chá-bar; chá de bebê… Meu marido e eu decidimos fazer o Chá de Revelação junto aos familiares e amigos mais próximos para juntos descobrirmos o sexo do neném! Sempre há brincadeiras, apostas, disputas… Nesse dia descobrimos que teríamos um menininho! Já havíamos escolhido os nomes, caso fosse menina, seria Ana Clara e o menino seria Arthur.

Então descobrimos que fomos presenteados com o pequeno Arthur!!! (Em seu país vocês também fazem “chás” como no Brasil? Já conheciam o chá de revelação? Se vocês fizeram, conte-nos a sua experiência).

Quando o bebê nasce é comum no Brasil as pessoas tentarem segurar suas mãozinhas, seu rostinho e algumas ainda tentam beijar o recém-nascido. Alguns pais avisam que não pode por questões de imunidade do bebê; mas outros não se importam. Vocês já perceberam isso?

Um ponto que meus alunos estrangeiros sempre me perguntam é sobre a licença maternidade no Brasil. Aqui ela é remunerada e varia de 4 a 6 meses para a mãe e de 3 a 20 dias para o pai. Já sabiam desses prazos? Como é na cultura de vocês?

Curiosidades relacionadas à maternidade no Brasil e no exterior:

  • No Brasil comemora-se o dia das mães todo segundo domingo de maio.
  • Sabiam que a gravidez mais longa do mundo durou um ano e dez dias e a criança nasceu super saudável? (Em 1945, uma mulher de 25 anos chamada Beulah Hunter deu à luz uma menina depois de uma gravidez que durou 375 dias. São 95 dias a mais do que uma gestação normal, que dura por volta de 280 dias. Os médicos na época puderam determinar a veracidade da duração de acordo com a data do último ciclo menstrual [10 de fevereiro de 1944] e a data em que se confirmou pela primeira vez a gravidez [24 de março do mesmo ano]. Aparentemente, o motivo pelo qual a gravidez durou tanto foi o desenvolvimento do feto mais lento do que o normal, e ainda assim a menina, Penny Diana, nasceu saudável e normal, sem nenhum tipo de problema. Fonte: http://content.time.com/time/magazine/article/0,9171,797153,00.html)
  • Maior número de gêmeos nascidos vivos: o Guinness Book registra duas recordistas! Em 1971, a australiana Geraldine Brodrick deu à luz nove gêmeos, mas todos faleceram em menos de seis dias – ela detém a marca de “mais crianças nascidas em um único parto”.

Gostaram do post sobre maternidade no Brasil?  Caso tenham curiosidade é só perguntarem nos comentários! Gostariam de aprender ou aprimorar a Língua Portuguesa do Brasil ou aprender mais sobre cultura brasileira, não deixem de agendar uma aula experimental gratuita conosco!

Abraços,

Professora Aline Simo

Share this post:
cursovilabrasilMaternidade no Brasil: curiosidades e peculiaridades

Join the conversation