Português do Brasil X Português de Portugal

by Aline Simo on 28/08/2015 No comments

diferenças entre o porutguês de Portugal e do Brasil

 

Podemos perceber que o Português do Brasil X o Português de Portugal apresenta algumas diferenças, embora Brasil e Portugal falem a mesma língua.

 As diferenças entre o Português do Brasil e o Português de Portugal são relacionadas não somente ao vocabulário, mas também costumam ocorrer na fonética e na sintaxe.

brasiu

 A diferença na pronúncia é a que podemos perceber inicialmente. Os brasileiros, por exemplo, não pronunciam a letra “L” no final das palavras: Brasil, pronuncia-se “Brasiu”, nem a letra “O” final – falando como um “U”: o nome Marcelo falamos como “Marcelu”; já em Portugal, por outro lado, os falantes costumam “eliminar” as vogais átonas, pronunciando bem apenas as vogais tônicas, como por exemplo a palavra “Esperança”: No Brasil ela é pronunciada como “esperança” e em Portugal como “esp’rança”.

Algumas construções sintáticas comuns no Brasil não costumam ser utilizadas em Portugal, tais como:

1.Uso do pronome oblíquo iniciando sentenças.

No Brasil dizemos, “Me dá um abraço?” e em Portugal dizemos, “Dá-me um abraço?”

desenho_abraço

2.  Uso do gerúndio, ao invés de infinitivo + preposição.

gerúndio ligar

No Brasil dizemos, “Estou ligando para você.” e em Portugal dizemos, “Estou a ligar para você.”

 

gerundio 2

3. Diferenças na acentuação. (PB – Português do Brasil e PP – Português de Portugal)

br X pt acento

– Proparoxítonas com e e o tó[ô]nicos seguidos de consoante ou dígrafo nasal (m, n e nh): PB acadêmico (com e fechado) e PP académico (com e aberto); PB fenômeno (com o fechado) e PP fenómeno (com o aberto). Exceção,  Fêmea e estômago têm a mesma grafia.
– Paroxítonas com e e o tó[ô]nicos seguidos de consoante ou dígrafo nasal e terminadas em i e u (seguidos ou não de s): PB tênis e PP ténis; PB bônus e PP bónus.
– Oxítonas : PB matinê e PP matiné; PB judô e PP judo
– Ditongo ói/oi em flexões verbais: PB (eu) apóio e PP (eu) apoio

4. Diferenças na grafia.

letras

– Terminação -emos/-êmos no presente do subjuntivo:

– PB demos (igual ao pretérito perfeito do indicativo demos) e PP dêmos(com ê fechado em contraste com o pretérito perfeito do indicativo demos, com e aberto).
– PB comumente e PP comummente; PB escoteiro e PP escuteiro; PB ímã e PP íman; PB caminhão e PP camião.
– Maiúsculas e minúsculas:
a) meses – PB janeiro e PE Janeiro;
b) festas pagãs: PB carnaval e PE Carnaval

atenção

“O português falado em Portugal possui uma variedade de vogais muito mais complexa que o português brasileiro. Enquanto a fonética do português brasileiro é muito semelhante à do sec. XVII, o português europeu avançou muito mais rápido. Ou seja, o português europeu possui mais sons vocálicos do que o português brasileiro, que é mais conservador. Como o sistema vocálico deles é mais complexo, quando eles falam, ouvimos vários sons que desconhecemos, enquanto que eles, ao nos ouvirem, não encontram nenhuma dificuldade, visto que todos os sons vocálicos existentes no português brasileiro existem também no português europeu. 
No Brasil também se pronunciam todas as vogais, enquanto, em Portugal, há muitas vogais que se omitem. Por exemplo, a palavra “diferente” será pronunciada “difrente”. 
Sabe-se que as vogais são o núcleo de uma sílaba. Quando há diferenças vocálicas expressivas, a inteligibilidade fica comprometida.
Também é um pouco mais complicado compreender o português europeu por causa da tendência à palatalização do som /s/ (que é fazê-lo com som de X, que ocorre com uma intensidade muito mais forte do que no português carioca ou no recifense). 
Ignore quem disser que é porque o brasileiro bagunçou o português ou porque um ou outro não fala o português direito. Essa é a resposta típica do leigo. Cada povo usa a língua da maneira que melhor lhe serve e ninguém é capaz de bagunçar uma língua. Ela sempre seguirá padrões lógicos e rigosos.”

Fonte(s):Linguística – área da fonologia

Ficou curioso para saber mais sobre as diferenças do Português do Brasil e do Português de Portugal? Nosso próximo post será sobre as diferentes palavras utilizadas em ambos países. Não perca!!!

Abraços,
Professora Aline Simo
 

Quer praticar seu português conosco?
Envie um e-mail para contato@cursovilabrasil.com.br e agende uma aula experimental gratuita!

Aline SimoPortuguês do Brasil X Português de Portugal

Aprender português é mais fácil para quem fala espanhol?

by elianimorais on 25/08/2015 2 comments

aprender português

O espanhol é um parente bem próximo do português. Ai que semelhança!  Essas duas línguas quando estão juntas na aprendizagem de Português como Segunda Língua se torna mais fácil, uma vez que as palavras são muito parecidas ou até em alguns casos iguais, porém com significados diferentes.

No caso dessas palavras serem parecidas ajuda muito para adquirir novo vocabulário no português. Tais quais:  “estoy aquí” – estou aqui; “quiero cantar ahora- quero cantar agora; “canto todos los días”- canto todos os dias etc. É um aprendizado de forma indutiva e leve.

Devo lembrar a todos que a estrutura dos termos na oração do espanhol é a mesma estrutura do português, logo o estudante não terá de apender um novo parâmetro de construção de orações. É fácil mesmo!

Agora, devo lembrar que algumas palavras são muito, mas muito iguais, mas com significados inusitados para o estrangeiro. Se um falante de espanhol diz a uma brasileira: “Nossa, você está embarazada”. Hummmm!!! Que confusão (rsrsrs)!

A brasileira pode entender que se encontra em uma situação difícil, desconfortável ou mesmo que seus cabelos estão mal penteados. Mas o hispano teve a intenção de perguntar se ela está grávida.

Agora tem também a pinga… Ah a nossa cachaça tão aclamada pelos estrangeiros de forma pura ou em forma de caipirinha. Pois bem, cachaça também é chamada de pinga e pinga causa polêmica em povos da América Central.  Estava dando aula e resolvi mostra a música “Pinga ni mim” de Sérgio Reis para mostrar o ritmo sertanejo.

https://www.youtube.com/watch?v=GZs1DAqFxyY

Tive uma surpresa incrível! Os alunos olharam para mim com olhos arregalados e um pouco de vontade de rir reprimida. Então resolvi perguntar o que se passava. Hum… Pinga era também o nome do órgão genital masculino. Imaginem que situação!!! Até explicar que pinga era uma gota caindo sem parar…

pinga

 Por isso temos de estudar os falsos cognatos, ou falsos amigos que podem trazer certa confusão.

Lista de falsos cognatos

Espanhol->Português

Aceitar: Passar óleo
Abonar: Pagar
Aderezo: Tempero
Alejar: Afastar
Almohada: Travesseiro
Alza: Aumento
Beca: Bolsa de estudos
Borracha: Bêbada
Brinco: Salto
Cachorro: Filhote
Cadera: Quadris
Caída: Queda
Ciruela: Ameixa
Colar: Coar
Comisario: Delegado
Conozco: Conheço
Copa: Taça
Crianza: Criaçao
Cueca: Dança chilena
Cuello: Pescoço
Desabrochar: Desabotoar
Despido*: Dispensa
Embrollo: Confusão
Enderezar**: Endireitar
Faro: Farol
Fecha: Data
Grasa: Gordura
Jubilado: Aposentado
Oficina: Escritório
Palco: Camarote
Pelo: Cabelo
Pipa: Cachimbo
Polvo: Pó
Pulpo: Polvo

 

Às vezes, o estudante também cria palavras novas como “potenciar” para potencializar e assim vai. Então o que resta é aparar essas arestas apenas. Além disso, o ensino de Português a falantes de espanhol é bem mais curto devido a essas facilidades da própria língua.  Já que é tão fácil, vamos lá pessoal?

 

Forte abraço a todos!

Professora Eliani Morais

 

Quer praticar seu português conosco?
Envie um e-mail para contato@cursovilabrasil.com.br e agende uma aula experimental gratuita!

elianimoraisAprender português é mais fácil para quem fala espanhol?

Diminutivo em português, você sabe como usar?

by Aline Simo on 20/08/2015 No comments

 como usar o diminutivo em português

COMO USAR O DIMINUTIVO EM PORTUGUÊS?

Muitos alunos ficam em dúvida quanto ao uso do diminutivo em português do Brasil, porém os brasileiros são conhecidos mundialmente pelo uso do diminutivo em seu vocabulário cotidiano. Quem nunca ouviu ou falou: -“Um cafezinho, por favor”; -“Só um minutinho”; -“Rapidinho”; -“Só um pouquinho”…diminutivo em português

Vocês se lembram na época da Copa do Mundo do vídeo da Coca-Cola? Nele, falavam dessa nossa característica de forma lúdica e descontraída. (Todos Falamos Portuguesinho). É importante ressaltar que o uso do diminutivo em português nem sempre indica a diminuição do tamanho. Tudo irá depender do contexto: pode ser a manifestação da emoção e das intenções do falante.

O principal morfema da Língua Portuguesa para formação do diminutivo em português é -“inho(a)”. Porém temos outras formas, como por exemplo, meu pai para ser carinhoso sempre me chama de filhota (-ote(a)), que quer dizer filhinho(a).

Alguns exemplos do uso do diminutivo em português:

 

casinha - diminutivo em português

1. Casinha*: Duas amigas se encontram e uma delas chama a outra para ir a sua “casinha” (seria um diminutivo afetuoso, de aconchego). A amiga ao chegar, e perceber que era na realidade uma casa muito grande, exclama: -“Que casinha, hein…”

 

cafezinho - diminutivo em português

2. Cafezinho*: às vezes convidamos alguém para um “cafezinho”, mas na realidade é um lanche completo ou uma grande caneca de café. (E algumas vezes somente uma desculpa para podermos conversar um pouco de forma descontraída).

*Vimos as palavras casinha e cafezinho. Quando usar -s ou -z? É muito fácil! Quando a palavra for escrita com a letra -s (casa, mesa…), nós devemos manter essa letra para a formação do diminutivo (casinha; mesinha). Se a palavra não tiver uma letra -s, então a formação do diminutivo será com -z.

Também podemos utilizar o diminutivo em português para atenuar uma situação. Por exemplo, os alunos sempre têm um certo medo quando ouvem a palavra prova. Então, para diminuir este pavor causado pela palavra, dizemos “provinha”. (Podendo ter várias páginas, ou não… Rsrsrsrs)

atenção

Devemos tomar cuidado com o uso de algumas palavras no diminutivo, porque em determinadas situações poderia causar constrangimentos ou até mesmo ofender as pessoas e magoá-las.

Exemplo:

1. Professorinha: Eu não gostei daquela nova “professorinha”. Nesse caso o diminutivo revela ironia, desprezo ou até mesmo antipatia. (Tudo irá depender muito também da entonação utilizada para dizer a palavra).

Os diminutivos sempre deverão se analisados levando em consideração, como dito anteriormente, o contexto e a entonação usada, pois só assim se terá a noção exata de seu significado.

1. Coisinha: “Que coisinha mais linda esta roupinha de bebê!” (roupa de bebê) X “Eles brigam por qualquer coisinha” (motivo)

 

Quer aprender mais sobre o uso do diminutivo ou outro ponto gramatical?
Envie um e-mail para contato@cursovilabrasil.com.br e agende uma aula experimental gratuita!

Professora Aline Simo

Aline SimoDiminutivo em português, você sabe como usar?

10 Costumes brasileiros que os estrangeiros precisam saber

by elianimorais on 17/08/2015 No comments

10 Costumes brasileiros que os estrangeiros precisam saber

1- Limpeza.

 Nós brasileiros gostamos muito de deixar tudo limpinho. A casa fica sempre mais agradável com os móveis brilhando, a varanda sem poeira e até mesmo o banheiro cheiroso. Além de coisas e lugares, cuidamos muito de nosso corpo. Escovar os dentes aproximadamente 5 vezes ao dia ou sempre após as refeições é um hábito tipicamente brasileiro. Já foi comprovado que o Brasil possui o maior número de dentistas no mundo. Isso se deve ao fato de que nós adoramos exibir um sorriso gostoso para as pessoas que estão a nossa volta para demonstrar nosso apreço. Também podemos ainda falar sobre os nossos banhos. Vivemos em um país tropical e nos meses de dezembro a fevereiro o calor impera e nada melhor que um bom banho refrescante para renovar as energias. Além do banho, gostamos de hidratantes e perfumes para ficarmos sempre com cheirinho agradável. Costumes brasileiros!

2- Oferecer e aceitar comida

Gostamos muito de oferecer comida, pois a comida é algo que une as pessoas por meio do compartilhamento de momentos únicos, nos quais podemos por os assuntos em dia. OS alimentos são preparados com muito carinho para uma visita, um amigo ou parentes. É sempre bom ter o que oferecer aos outros nem que seja um cafezinho apenas.

Por outro lado, há algumas pessoas que preferem não aceitar a comida. É isso mesmo … Não aceitar por acreditar que a pessoa que oferece não esteja oferecendo por esse desejo de compartilhar, mas sim “por educação”, ou seja, nem quer que a pessoa aceite rsrs…

Logo, temos dois pontos culturais brasileiros: oferecer por prazer e não aceitar “por educação”.

3- Atrasos brasileiros

Ai ai… aí está “ um assunto que dá pano para manga”. Sim, nós brasileiros atrasamos. Quando se quer marcar um compromisso com um brasileiro é necessário fazer assim: quero que o evento comece às 17h, então, vamos convidar às 16h. Assim todos estarão presentes às 17h.

Se há uma festa de aniversário às 18h, inevitavelmente os convidados brasileiros começarão a chegar às 18h30.

E acredite, brasileiro não vê isso como falta de educação!

4- Brasileiro não abre a porta da casa dos outros antes de sair

Isso mesmo! Temos esse costume. Quando somos visita na casa de alguém, esperamos que o dono da casa abra a porta para nós. Abrir a porta da casa de outra pessoa significa que nós não iremos voltar àquela casa novamente. Por isso o dono da casa deve abrir a porta para que voltemos novamente. Somos supersticiosos! Rsrs

5- Abraço

Adoramos um abraço bem apertado com muito amor. Quando cumprimentamos nossos amigos, namorados (as), maridos/esposas e até em alguns ambientes empresariais, gostamos de dar um grande abraço.

Abraço para nós significa amor e carinho para com a outra pessoa. Ou mesmo um simples sinal de cordialidade para com o outro.

 

6-Beijos

Nada como cumprimentar e dar 1, 2 ou até 3 beijinhos na bochecha para casar. Sim, o terceiro é dado a uma pessoa solteira que se deseja o casamento. Isso depende de cada região do Brasil. Mas um beijinho é bem-vindo entre as pessoas após o abraço. Beijo de amigo, beijo de namorado, beijo de conhecido… Ser beijado é bom até nos lugares públicos, assim como andar de mãos dadas para os casais.

 

7-Jeitinho Brasileiro

Ah o jeitinho brasileiro! Esse jeitinho conhecido por muitos estrangeiros e considerando interessante. Talvez porque mostre o nosso lado criativo e feliz. O jeitinho brasileiro é visto na arte do improviso no “jogo de cintura” frente a um problema inesperado. Para tudo sempre há uma solução. Acreditamos nisso! E dessa forma levamos a vida de maneira mais leve e feliz.

8-Receptividade

Adoramos receber as pessoas novas em nosso ambiente.  Mostrar nosso apreço ao outro é muito importante. Queremos que todos se sintam à vontade e se sintam como se estivessem em sua própria casa.

 

9-Festa em família

Como é bom ter a família reunida juntamente com os amigos ou em um churrasco ou em um almoço tradicional. Normalmente, quando temos esse momento descontraído cada participante leva um prato ou uma bebida para contribuir com o preparo  dos alimentos, ajudando assim o a pessoa dona da casa que irá receber os convidados.

 

10- Café

Hum… Que cheirinho bom de café! Sempre falamos isso quando alguém está preparando um cafezinho para oferecer. O cafezinho brasileiro é servido em qualquer momento e qualquer hora do dia ou da noite até, acompanhado ou não.

Quantos costumes tipicamente brasileiros!

Espero que tenham gostado.

 

Professora Eliani Morais

 

Quer praticar seu português conosco?
Envie um e-mail para contato@cursovilabrasil.com.br e agende uma aula experimental gratuita!

elianimorais10 Costumes brasileiros que os estrangeiros precisam saber

Conheça as palavras de origem tupiguarani que hoje fazem parte do português

by cursovilabrasil on 04/08/2015 No comments

[styled_title] Conheça as palavras de origem tupiguarani que hoje fazem parte do português[/styled_title]

Você sabia que milhares de palavras de origem indígena foram incorporadas à cultura brasileira e nós as utilizamos cotidianamente muitas vezes sem percebermos sua origem?

O Dicionário ilustrado TupiGuarani é uma obra em constante aperfeiçoamento que busca resgatar a origem e dar maior visibilidade a essas palavras genuinamente brasileiras. Para os elaboradores do dicionário, conhecer a origem dessas palavras é conhecer melhor a própria história do Brasil, que começou milhares de anos antes da chegada dos colonizadores e que precisa ser redescoberta e contada de forma diferente no futuro.

Saiba mais sobre o projeto Dicionário TupiGuarani:

www.dicionariotupiguarani.com.br

cursovilabrasilConheça as palavras de origem tupiguarani que hoje fazem parte do português